Conan, o Cimério
Olá visitante, seja bem vindo!!

Este fórum foi feito por fãs de Conan, o Cimério, numa pequena tentativa de reunir amigos e mais pessoas interessadas em assuntos relacionados a espada & feitiçaria.

Aqui você encontrará reviews de filmes, estudos sobre o tema, notícias e tudo mais que seja relacionado!!

Faça seu registro e participe conosco em nosso exército!!!

Grato!!
Administrador
Quem está conectado
2 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 2 Visitantes

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 24 em Sab Maio 02, 2015 4:12 pm
Últimos assuntos
» Frases marcantes de Conan (filmes, livros e HQs em geral)
por Adirrônei Borges Dom Fev 19, 2017 2:45 pm

» Conan o Bárbaro - Desenho Animado (The Adventurer)
por samedley Qua Maio 27, 2015 4:57 pm

» Vendo alguns itens da minha coleção do Conan
por Lipe Sex Abr 03, 2015 5:04 pm

» Saudações Guerreiros!!! Apresentem-se!!
por Rogerio Rocha Qui Mar 26, 2015 8:32 am

» Tudo Relacionado ao Conan.
por Rogerio Rocha Qui Mar 26, 2015 8:30 am

» TERROR NA COSTA NEGRA PT-BR
por Rogerio Rocha Qui Mar 26, 2015 8:28 am

» A ÚLTIMA HISTÓRIA DE BÊLIT
por Marc o Cimerio Qua Mar 25, 2015 8:05 pm

» Dicas para barachos de primeira viagem...
por Lipe Sex Dez 19, 2014 1:05 pm

» CONAN DVDS RAROS
por magobardo Seg Set 22, 2014 6:30 pm

Agosto 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031   

Calendário Calendário


BASIL POLEDOURIS-O gênio por trás das trilhas sonoras de CONAN

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

BASIL POLEDOURIS-O gênio por trás das trilhas sonoras de CONAN

Mensagem por adrianoconan em Qui Out 20, 2011 8:59 am


Basil Poledouris (nascido a 21 de Agosto de 1945 em Kansas City, USA) freqüentou a prestigiada Escola de Cinema da USC, na mesma época que George Lucas, Randall Kleiser e John Milius. Poledouris foi aluno de David Raksin, último dos compositores da era dourada de Hollywood ainda vivos. Quando formou-se na USC, ele já havia ganho a reputação de ser capaz não apenas de fazer filmes, mas também de compor sua trilha sonora. Isto o levou a ser convidado por seu ex-colega John Milius, que mais tarde se destacaria ao escrever o roteiro de Apocalypse Now, para compor o score do "surf-movie" Big Wednesday. A experiência foi tão gratificante que, a partir daí, Poledouris deixou de lado a intenção de ser um diretor, dedicando-se exclusivamente à música para cinema. Suas melodias embalaram o emocionante sucesso ecológico Free Willy, seu score poderoso intensificou o suspense de A Caçada ao Outubro Vermelho, e conduziu a ação de RoboCop, sua segunda associação com o diretor holandês Paul Verhoeven. Sua música também está em comédias como Top Gang 2: A Missão.

Seu longo relacionamento com o diretor Milius continuou produzindo trilhas distintas: para o épico de espada e magia Conan, O Bárbaro (sua obra-prima), a aventura de invasão soviética Red Dawn e a saga de Farewell To The King. A versatilidade do compositor faz com que ele domine amplamente tanto a orquestra sinfônica (como em Conan e A Lagoa Azul) como a música eletrônica, não raras vezes mesclando ambos os estilos. A trilha de Poledouris para o aclamado western feito para a TV Lonesome Dove foi aplaudida pelos críticos por seu estilo puramente americano, sem recorrer aos clichês tão comuns ao gênero. Merecidamente, ganhou um Emmy Award por seu trabalho. Desde o início de sua carreira, foram 55 trilhas para cinema e TV.

Mas um dos maiores desafios de Poledouris chegou em 1997: retomar a colaboração com Paul Verhoeven, iniciada com Conquista Sangrenta, agora em um violento épico de ficção-científica recheado de efeitos visuais e sonoros: Tropas Estelares (Starship Troopers). O filme baseia-se em um livro de Robert Heinlein, o qual narra as aventuras de fuzileiros espaciais e suas sangrentas batalhas contra insetos alienígenas, enquanto mostra um futuro dominado por um regime totalitário e seus governantes fascistas. O filme centraliza-se mais no envolvimento romântico do herói Johnny Rico e nas seqüências de ação, diluindo a obra original. Segundo alguns críticos, ao exaltar as façanhas heróicas dos soldados, Verhoeven teria feito propaganda subliminar do regime nazista: por exemplo, os oficiais utilizam uniformes nitidamente inspirados na SS alemã. Propaganda subliminar ou crítica aos regimes totalitários, o certo é que desde o início ficou claro o tipo de música requerida pelo filme. Segundo o próprio autor, desde a composição dos primeiros acordes ao piano, até a gravação com a orquestra nos estúdios da Sony, foi preciso muito trabalho duro e orientações do diretor. O resultado final é uma música que não possui muita continuidade temática, com uso intenso de metais graves e percussão em vários níveis. Há temas, mas este não é um filme comum, no qual toda a vez que os soldados da Infantaria Móvel aparecem ouve-se o "Tema da Infantaria".

Há alguns anos a revista Film Score Monthly lançou o vídeo "Basil Poledouris: His Life and Music". Na fita VHS (NTSC), com uns 50 minutos de duração, sabemos um pouco mais sobre a vida e obra de Poledouris, e seu trabalho específico em Tropas Estelares. Poledouris faleceu prematuramente aos 61 anos, no dia 08/11/2006, vítima de câncer. Sua última aparição pública ocorreu no Congresso de Música de Cinema ÚBEDA 2006, ocorrido em julho de 2006 na Espanha. Na ocasião a trilha de Conan, O Bárbaro, foi interpretada ao vivo e o compositor deu uma palestra, sendo entrevistado com exclusividade para o ScoreTrack por nosso correspondente Vasco Otero.
avatar
adrianoconan

Mensagens : 30
Data de inscrição : 09/10/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BASIL POLEDOURIS-O gênio por trás das trilhas sonoras de CONAN

Mensagem por adrianoconan em Qui Out 20, 2011 9:02 am

avatar
adrianoconan

Mensagens : 30
Data de inscrição : 09/10/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BASIL POLEDOURIS-O gênio por trás das trilhas sonoras de CONAN

Mensagem por adrianoconan em Qui Out 20, 2011 9:08 am

Sou cinéfilo e vou listar aqui alguns dos motivos principais que não levo o OSCAR a sério:

* Chaplin nuca ter ganho um OSCAR de diretor, roteirista, trilha sonora, produção, edição etc;
* Nunca terem premiado Ennio Morricone;
* Nunca terei dado um OSCAR a Alfred Hitchcock;
* CIDADÃO KANE não ter levado nada;
* A COR PÚRPURA não ter levado nada;

E uma das coisas que mais me dói e incomoda no OSCAR: a trilha de CONAN, THE BARBARIAN não ter sequer sido indicada. Uma obra-prima que, na opinião desse cinéfilo, é uma das cinco melhores trilhas onoras de filme de todos os tempos.

Já vi falarem que essa trilha de CONAN beira a perfeição. Não concordo. Ela perfeita! É o tipo de coisa que se tivesse sido feita a 100, 200 anos atrás, seria uma obra exaltada e estudada em qualquer lugar em que se pregue e se ensine a boa música. Alguém mais compratilha de minha opinião? Ou discorda?
avatar
adrianoconan

Mensagens : 30
Data de inscrição : 09/10/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BASIL POLEDOURIS-O gênio por trás das trilhas sonoras de CONAN

Mensagem por adrianoconan em Qui Out 20, 2011 9:16 am

Entrevista cedida para Vasco Otero do site Scoretrack:
Questão colocada por John Frizzel: “Qual o lado bom e lado mau da realização de demos (pequenas amostras rudimentares dos temas da banda sonora) por parte de compositores, agora tanto exigidas por directores?”

Resposta de John Debney: “Nem sempre são pedidas e feitas, mas podem ser úteis. Não me agrada, mas é tipo um mal necessário. Actualmente muitos directores aprovam as minhas demos. Uma coisa curiosa é que acabam por ser outros temas, que os directores ouvem depois com orquestra, o alvo da sua preferência. Acho que o compositor com tempo e espaço consegue “educar musicalmente” o director! (risos)”
Resposta de Basil Poledouris: “Numa perspectiva histórica, antigamente só passadas 4 semanas é que um director tinha demos, agora querem-nas para amanhã! As minhas demos são feitas ao piano, não me “refugio” no sintetizador como fazem outros colegas meus... Directores querem de um dia para o outro a base musical para 3 ou 4 seqüências do filme! Eu não aceito isso e também por isso decidi afastar-me desse meio.”
Resposta de John Frizzel: “Para mim tem como ponto forte: se o director gosta, levar isso a orquestra é rápido! Ponto fraco será o facto de, dada a urgência com que são pedidas as demos, pressionar o uso recorrente do sintetizador, o que limita as possibilidades das músicas”.

Questão colocada por John Debney: “Onde existe mais liberdade criativa: antes ou depois da explosão da electrónica?”

Resposta de Basil Poledouris: “Consigo ver o passado e agora. Antigamente o tema principal era tocado ao piano. Havia mais liberdade dado o espaço e tempo que tinham para apresentar trabalho. O problema foi quando os grupos de rock e pop começaram a competir com os compositores para a realização dos scores... O compositor acabava por aparecer só quando era altura de gravar com a orquestra, sem poder de opinião... Com a electrónica já não há volta a dar, temos de viver com isso e adaptar.”

Questão colocada por Basil Poledouris: “Que filme gostariam de ter musicado?”

Resposta de John Frizzel: “É difícil responder, porque há grandes trabalhos que eu julgo que não conseguiria fazer melhor...”
Resposta de John Debney: “Talvez Star Wars, mas não conseguiria fazer melhor que Williams... Também Somewhere in Time de John Barry, mas ele é o maior! Sim já sei! Esse sim faria melhor: Pirates of the Caribbean”! (risos e aplausos)

Questão colocada por John Frizzel: “Antigamente a música de orquestra influenciava muitos os scores, agora... E no futuro?”

Resposta de Basil Poledouris: “Há que ter em atenção que o orçamento que se despende com a banda sonora tem baixado. As orquestras são caras, os sintetizadores fáceis de comprar e manipular (não musicar). Por outro lado, acho que pode ser um processo semelhante a quando Beethoven montou o seu próprio piano. Há bons compositores jovens! Mas o que tem vindo a acontecer progressivamente é o abandono da melodia, dos temas principais para cada personagem ou local. Temos vindo a ver nos scores mais recentes que o som provoca emoção e muitas vezes saímos da sala de cinema se melodia nos ouvidos.”
Resposta de John Debney: “O aproveitamento da World Music pode ser um bom caminho, novos instrumentos acústicos, Há alguns compositores que o fazem e muito bem. Exemplo aqui do John Frizzel. Também John Powell!
avatar
adrianoconan

Mensagens : 30
Data de inscrição : 09/10/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BASIL POLEDOURIS-O gênio por trás das trilhas sonoras de CONAN

Mensagem por Josey Wales em Qui Out 20, 2011 9:45 am

Belíssimo tópico Adriano! Vou transferi-lo para a área sobre filmes/seriados, uma vez que esta belíssima trilha foi feita para os filmes. E também vou anuncia-lo no portal!

Cada vez, mais este forum está se tornando um centro de reunião de materiais relacionado a Conan!!!

Cara... não sabia que poledouris tinha a intenção de ser diretor. Vai ver é por isto que ele consegue acasalar som e imagem de forma tão magestral.
De seu trabalho, realmente acho as trilhas de ambos os Conan sua maior obra prima... mas... impossivel não elogiar a trilha de Robocop que encaixa perfeitamente no referido tema do filme, caçada ao outubro vermelho e outros...

é incrível como ele transforma imagem e ação em som!!! Sentiremos falta.


Sobre o oscar concordo plenamente contigo. Alias... não sabia que até hoje Ennio não tinha ganhado nenhum oscar... rsrsrs... mas convenhamos... acho que qualquer pessoa que convive com filmes um pouco mais de tempo, sabe que aquilo é só uma brincadeira para norte americanos verem. Não estou dizendo que não tenha grandes obras premiadas por ele, pois até tem... mas não serve nunca como referencia de fidelidade ao cinema no geral. É uma brincadeira de luxo dos nortes americanos.

_________________
"I live, I burn with life, I love, I slay, and am content."
avatar
Josey Wales
Admin

Mensagens : 831
Data de inscrição : 08/10/2011
Idade : 38
Localização : Pará de Minas

Ver perfil do usuário http://conanobarbaro.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BASIL POLEDOURIS-O gênio por trás das trilhas sonoras de CONAN

Mensagem por nandokiss em Qui Out 20, 2011 12:55 pm

Grande compositor...
no making off de conan, de 82 ele aparece muito.
diz que se insipirou pra compor as musicas do filme nas operas de Wagner...

_________________
A mehor vingança é o sucesso sólido.
Frank Sinatra
avatar
nandokiss

Mensagens : 201
Data de inscrição : 09/10/2011
Localização : brasilia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BASIL POLEDOURIS-O gênio por trás das trilhas sonoras de CONAN

Mensagem por Rogerio Rocha em Qui Out 20, 2011 1:21 pm

Gênio, gênio, gênio!!!

A trilha de Conan é um magnífico trabalho, somente igualado poucas vezes, e por monstros como Ennio Morricone e Nino Rota.

Nota 10

_________________
Chega um momento, o ladrão, quando as jóias deixam de brilhar, quando o ouro perde seu brilho, quando a sala do trono se torna uma prisão, e tudo o que resta é o amor de um pai para seu filho.
avatar
Rogerio Rocha
Admin

Mensagens : 847
Data de inscrição : 10/10/2011
Idade : 36
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BASIL POLEDOURIS-O gênio por trás das trilhas sonoras de CONAN

Mensagem por Rogerio Rocha em Qui Out 20, 2011 1:23 pm

Obs. Adriano, também sou cinéfilo e assino aonde sobre o Oscar????

Concordo plenamente, os caras simplesmente ignoram obras magníficas, como a trilha de Conan o Bárbaro, lamentável.

_________________
Chega um momento, o ladrão, quando as jóias deixam de brilhar, quando o ouro perde seu brilho, quando a sala do trono se torna uma prisão, e tudo o que resta é o amor de um pai para seu filho.
avatar
Rogerio Rocha
Admin

Mensagens : 847
Data de inscrição : 10/10/2011
Idade : 36
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BASIL POLEDOURIS-O gênio por trás das trilhas sonoras de CONAN

Mensagem por Stigmata em Qui Out 20, 2011 2:36 pm

realmente, faz MUITO tempo q eu nao saio com uma melodia na cabeca, quica a ultima foi jurassic park

_________________
... in this you can trust
avatar
Stigmata
Moderador

Mensagens : 374
Data de inscrição : 11/10/2011
Localização : Koth

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BASIL POLEDOURIS-O gênio por trás das trilhas sonoras de CONAN

Mensagem por Uru666 em Sex Out 21, 2011 4:36 pm

parabéns pelo tópico...
ouço a trilha de Basil indo para o trabalho... as 04:50 da manhã, todos dormindo no trem e eu vendo cavalos, aço, fogo e gelo pelas janelas rsrsrs... agradeço de coração a Basil Poledouris por tão bela obra... faz a vida ficar menos dura ouvir tão inspirados acordes... e o clangor do aço ressoando em minha mente rsrsrs forte abraço a todos!!
avatar
Uru666

Mensagens : 38
Data de inscrição : 14/10/2011
Idade : 41
Localização : Stygia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BASIL POLEDOURIS-O gênio por trás das trilhas sonoras de CONAN

Mensagem por Man'O War em Dom Abr 08, 2012 8:58 pm

Uru666 escreveu:
ouço a trilha de Basil indo para o trabalho...

Também mantenho a trilha do 1º Conan no meu player diariamente. Não tem nada melhor que ler um ebook e ouvir Riddle Of Steel / Riders Of Doom no caminho do trabalho.
avatar
Man'O War

Mensagens : 22
Data de inscrição : 22/01/2012
Localização : Hangar bay 94

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BASIL POLEDOURIS-O gênio por trás das trilhas sonoras de CONAN

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum