Conan, o Bárbaro
Olá guerreiro (a), seja bem vindo!!

Este fórum foi feito por fãs de Conan, o Cimério, numa pequena tentativa de reunir amigos e mais pessoas interessadas em assuntos relacionados a espada & feitiçaria.

Aqui você encontrará reviews de filmes, estudos sobre o tema, notícias e tudo mais que seja relacionado!!

Faça seu registro e participe conosco em nosso exército!!!

Grato!!
Administradores
Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum

Ver toda a lista

Julho 2018
SegTerQuaQuiSexSabDom
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031     

Calendário


Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Moderador
Mensagens : 374
Data de inscrição : 11/10/2011
Localização : Koth
Ver perfil do usuário

Introducao ao personagem

em Ter Out 11, 2011 3:05 pm
Fala cambada de caes estigios, to abrindo o topico pra discussao do personagem e pra quem se habilitar fazer uma introducao do mesmo. As passagens dele nas ESC q eu me lembre eram muito rapidas, nunca tive um background do personagem por exemplo, e acredito q muitos aqui tambem tao nessa situacao. Mas enfim, desembuchem ai, pq este tem cara de ser um personagem tao bom quanto o proprio conan
avatar
Moderador
Mensagens : 374
Data de inscrição : 11/10/2011
Localização : Koth
Ver perfil do usuário

Re: Introducao ao personagem

em Ter Out 11, 2011 9:27 pm
grande rogerio. Realmente nao sabia q o kull teve toda essa epopeia 'barbara' sempre achei q ele fosse so o rei de at,antida (e pelo q tu falo nem isso ele era! hahahah) enfim, deu vontsa de ler os contos agora, vou ver se mais tarde cato eles na internet ou compro na amazon heheh

_________________
... in this you can trust
avatar
Mensagens : 201
Data de inscrição : 09/10/2011
Localização : brasilia
Ver perfil do usuário

Re: Introducao ao personagem

em Ter Out 11, 2011 9:57 pm
Thulsa doom é originalmente um vilao do rei Kull?
avatar
Admin
Mensagens : 848
Data de inscrição : 10/10/2011
Idade : 37
Localização : São Paulo
Ver perfil do usuário

Re: Introducao ao personagem

em Qua Out 12, 2011 12:18 am
Sim, inclusive nas HQs (se estiver errado alguem me corrija) ele foi transportado por algum feiticeiro para Era Hiboriana, onde enfrenta Conan.

O Thulsa Doom do filme na minha opinião seria Thot Amon nas HQs.

_________________
Chega um momento, o ladrão, quando as jóias deixam de brilhar, quando o ouro perde seu brilho, quando a sala do trono se torna uma prisão, e tudo o que resta é o amor de um pai para seu filho.
avatar
Moderador
Mensagens : 374
Data de inscrição : 11/10/2011
Localização : Koth
Ver perfil do usuário

Re: Introducao ao personagem

em Qua Out 12, 2011 1:25 am
pode ser, apesar do filme ser toda uma outra historia com canone proprio... Agora cah entre nos, aquele thot amon do destroyer foi uma ofensa ao vilao das HQs hahaha

_________________
... in this you can trust
avatar
Admin
Mensagens : 848
Data de inscrição : 10/10/2011
Idade : 37
Localização : São Paulo
Ver perfil do usuário

Re: Introducao ao personagem

em Qua Out 12, 2011 10:13 am
É verdade,
Poderiam colocar qualquer nome no infeliz, menos Thoth Amon...

_________________
Chega um momento, o ladrão, quando as jóias deixam de brilhar, quando o ouro perde seu brilho, quando a sala do trono se torna uma prisão, e tudo o que resta é o amor de um pai para seu filho.
avatar
Moderador
Mensagens : 374
Data de inscrição : 11/10/2011
Localização : Koth
Ver perfil do usuário

Re: Introducao ao personagem

em Qua Out 12, 2011 3:47 pm
mas voltando ao atlante, pelo q eu enteni ele nunca foi rei de atlantida, ou atlantida era a valusica (lol, faltei as aulas de geografia politica howardiana hahaha)

_________________
... in this you can trust
avatar
Admin
Mensagens : 848
Data de inscrição : 10/10/2011
Idade : 37
Localização : São Paulo
Ver perfil do usuário

Re: Introducao ao personagem

em Qua Out 12, 2011 11:39 pm
Na realidade ele vivera na Atlantida antes de ser tragada, ou seja, numa Era pré cataclísmica e anterior a época que vivera Conan, segundo Howard.

Ele foi Rei de Valúsia, que era o mais importante dos reinos da Atlantida, sen não me engano, bem parecido com Aquilônia na Era Hiboriana.

_________________
Chega um momento, o ladrão, quando as jóias deixam de brilhar, quando o ouro perde seu brilho, quando a sala do trono se torna uma prisão, e tudo o que resta é o amor de um pai para seu filho.
avatar
Moderador
Mensagens : 374
Data de inscrição : 11/10/2011
Localização : Koth
Ver perfil do usuário

Re: Introducao ao personagem

em Qui Out 13, 2011 1:07 am
Rogerio Rocha escreveu:Na realidade ele vivera na Atlantida antes de ser tragada, ou seja, numa Era pré cataclísmica e anterior a época que vivera Conan, segundo Howard.

Ele foi Rei de Valúsia, que era o mais importante dos reinos da Atlantida, sen não me engano, bem parecido com Aquilônia na Era Hiboriana.

isso significa q, atlantida nao era uma ilha, mas um periodo pre cataclisma? Ou era um ilha divida em varios reinos? Acho q to confundindo o mito de platao (cidade estado utopica) com uma nocao de escalas maiores do howard hehehe. Enfim, Valusia vou nao, quero ver um mapa da epoca do kull agora. A proposito esse filme deve ser muito tosco so pela escolha do ator huahauhauhauh

_________________
... in this you can trust
avatar
Admin
Mensagens : 848
Data de inscrição : 10/10/2011
Idade : 37
Localização : São Paulo
Ver perfil do usuário

Re: Introducao ao personagem

em Sex Out 14, 2011 9:32 am
Stigmata, vamos lá...

Atlântida era sim uma ilha, talvez eu não tenha me expressado bem no Post.

Howard descreveu que Kull viveu na Era Pré-cataclismica, mesma época em que os oceanos sorveram a Atlântida, 100.000 a.C aproximadamente.

A Atlântida é descrita por historiadores como um ilha ou continente. Nas histórias de Howard a Atlântida era divida em 7 reinos, sendo que o mais importante deles era a Valúsia, onde Kull se tornou rei da Era Thuriana.







avatar
Mensagens : 277
Data de inscrição : 12/10/2011
Localização : Natal RN
Ver perfil do usuário

Re: Introducao ao personagem

em Sab Out 15, 2011 8:32 pm
Do ponto de vista mitológico, Atlântida e Lemúria são reinos distintos em todos os aspectos (inclusive geográfico).

Atlântida, segundo estudos recentes, estaria localizada no Mar do Caribe, enquanto Lemúria ficaria no Pacífico Norte.

Há fotos submarinas das supostas ruínas de Lemúria. Por razões desconhecidas, jamais disseram a localização das mesmas. Alguns dizem que ficam exatamente abaixo da constelação de gêmeos. Eis as fotos:

http://www.dominiosfantasticos.xpg.com.br/id128.htm

Existe muita teoria da "nova era" que tenta explicar Lemúria. Algumas delas dizem que ela foi o verdadeiro Éden, berço da civilização, e teve o mesmo fim que Atlântida: foi tragada pelo oceano.
avatar
Moderador
Mensagens : 374
Data de inscrição : 11/10/2011
Localização : Koth
Ver perfil do usuário

Re: Introducao ao personagem

em Dom Out 16, 2011 1:27 am
bah, esses papos ai eh cono pra boi dormir honestamente rsrs


_________________
... in this you can trust
avatar
Mensagens : 38
Data de inscrição : 14/10/2011
Idade : 42
Localização : Stygia
Ver perfil do usuário

Re: Introducao ao personagem

em Sex Dez 09, 2011 6:59 pm
Saint-Clair, da hora as fotos...
Mensagens : 8
Data de inscrição : 06/08/2012
Ver perfil do usuário

Não é bem assim

em Seg Ago 06, 2012 10:47 pm
Rogerio Rocha escreveu:Stigmata, vamos lá...

Atlântida era sim uma ilha, talvez eu não tenha me expressado bem no Post.

Howard descreveu que Kull viveu na Era Pré-cataclismica, mesma época em que os oceanos sorveram a Atlântida, 100.000 a.C aproximadamente.

A Atlântida é descrita por historiadores como um ilha ou continente. Nas histórias de Howard a Atlântida era divida em 7 reinos, sendo que o mais importante deles era a Valúsia, onde Kull se tornou rei da Era Thuriana.


Rogério, quem sou eu para lhe corrigir, mas vamos lá:

- ATLÂNTIDA - Sim, uma ilha-continente, nem tão grande assim habitada por uma raça de homens que apresentavam uma civilização atrasada e por demais bárbara. Habitada pelos locais, atlantes lógico que se declaravam inimigos de tudo e de todos - lemurenses, pictosl e também dos sete reinos Thurianos. Enfim, um atlante considerava a tudo e todos como inimigos inclusive essa inimizade se estendia a outros clãs e tribos da própria Atlântida.

O que era dividido em sete reinos era o chamado continente Thuriano (suponho que esse nome é o que deu origem ao nome Turan, um dos reinos da era Hiboriana) e não a Atlântida. Quando do Grande Cataclismo tanto a Atlântida, como Lemúria e o próprio continente Thuriano afundaram no oceano, os sobreviventes se refugiaram no continente próximo, então sem nome que veio se tornar o lar das raças hiborianas.

Espero ter ajudado em alguma coisa.

sturvr


Mensagens : 8
Data de inscrição : 06/08/2012
Ver perfil do usuário

Data Incorreta

em Seg Ago 06, 2012 10:51 pm
Rogerio Rocha escreveu:Stigmata, vamos lá...

Atlântida era sim uma ilha, talvez eu não tenha me expressado bem no Post.

Howard descreveu que Kull viveu na Era Pré-cataclismica, mesma época em que os oceanos sorveram a Atlântida, 100.000 a.C aproximadamente.

A Atlântida é descrita por historiadores como um ilha ou continente. Nas histórias de Howard a Atlântida era divida em 7 reinos, sendo que o mais importante deles era a Valúsia, onde Kull se tornou rei da Era Thuriana.


Na cronologia da Era Hiboriana o Grande Cataclismo que sorveu Atlântida, ilha pictas e Lemúria, além de praticamente todo continente Thuriano ocorreu perto de 18.000 A.C. e não 100.000 como você cita.

Abelardo




Mensagens : 8
Data de inscrição : 06/08/2012
Ver perfil do usuário

KULL o tigre da Atlântida

em Seg Ago 06, 2012 11:09 pm
Stigmata escreveu:Fala cambada de caes estigios, to abrindo o topico pra discussao do personagem e pra quem se habilitar fazer uma introducao do mesmo. As passagens dele nas ESC q eu me lembre eram muito rapidas, nunca tive um background do personagem por exemplo, e acredito q muitos aqui tambem tao nessa situacao. Mas enfim, desembuchem ai, pq este tem cara de ser um personagem tao bom quanto o proprio conan


Ah Kull, Kull, o tigre da Atlântida, ao nascer teve a família morta em um ataque de tigres, que se vingavam da morte de alguns filhotes por parte dos humanos. Uma tigresa tomou para si a criação do menino, foram seus filhos que morreram, então ela resolveu adotar o filhote de homem como compensação. Kull cresceu vigoroso e forte, se portava como um verdadeiro tigre, inclusive corria nú com seus "irmãos tigres" pelas florestas da região.
Algum tempo depois ele foi capturado e teve sua criação completa por um xamã atlante, não lembro direito o nome da tribo. Ele cresceu e ficou lá até sua maioridade. Foi expulso, ou melhor teve de se retirar da tribo quando interferiu no castigo de uma mulher atlante que casou com um pirata lemurense. Ela foi condenada à morte, estava sofrendo pesado castigo e cruzou os olhos com Kull que se condoeu do sofrimento e atirou no peito da infeliz uma faca que a matou e acabou com o sofrimento da mulher. Não precisa dizer que a tribo não ficou nada satisfeita com o ato de Kull e se voltou contra o mesmo. Kull se lançou na direção do mar, foi capturado por piratas lemurense que viviam atacando as vilas atlantes localizadas no litoral. Pouco depois conseguiu fugir e se refugiou em uma região montanhosa onde por um tempo liderou um bando de criminosos. Capturado foi parar nas arenas da Valúsia, e seus feitos na arena o levaram para o circo da Cidade das Maravilhas. Conseguiu sua liberdade e se alistou no exército valusiano. Pouco tempo depois era o chefe da Legião Negra, segundo cargo de maior importância no reino. Pouco depois participou de um complô que depôs o rei de então, no combate ganhou a cicatriz que ostenta no rosto. Com o rei morto ele foi incitado a passar a coroa para um parente distante do rei que participou do complô, mas contrariando a tudo e todos Kull pôs a coroa em si mesmo e autonomeou rei da Valúsia.
Kull tinha um sentimento dúbio em relação à coroa. Muitas vezes pensou em abandonar a mesma, como quando a Cidade das Maravilhas enfrentou um pesado cerco imposto pelos homens-serpentes e seus aliados, ou quando presenciou um culto demoníaco na cidade de Karmela, famosa na Valúsia pelos prazeres que proporcionava.
Kull tinha algo de mítico em sua alma, inconformado com a própria condição humana. Não sei bem o que podemos pensar de Kull. O monarca mais de uma vez enfrentou aventuras fora de seu plano temporal. Nestas ocasiões acreditava estar sonhando. E quando acordava em seu leito as feridas em seu corpo lhe provavam que o sonho era uma realidade.
Apesar de bárbaro, o rei tinha razoável cultura, e seus atos no governo poderiam ser duros, mas todos concordavam que havia justiça em seu reinado.
Um rei duro, justo, que apoiava seu reinado no cabo de aço de sua espada.
Nisso há um parâmetro com o império romano que em sua decadência chegou a ser governado por imperadores oriundos de tribos bárbaras. Os valusianos estavam na época de Kull em franca decadência e talvez o reino só tenha se mantido graças a seu rei bárbaro e aos generais também bárbaros do mesmo.
avatar
Admin
Mensagens : 1086
Data de inscrição : 11/10/2011
Ver perfil do usuário

Re: Introducao ao personagem

em Seg Ago 06, 2012 11:38 pm
Legal essa introdução Abelardo, lembro que uma das características marcantes do Rei Kull, além do eterno conflito moral, feitos pelas censuras da corte valusiana por sobre seus modos e sua origem bárbara, que tendiam sempre a estigmatizá-lo como um "invasor" sentado no trono, eram justamente as INQUIETAÇÕES de cunho existencial existenciais que o personagem demonstrava.

Enquanto não estava mergulhado em batalhas contra os homens serpentes ou outros inimigos, uma característica de Kull é sua maneira soturna e reflexiva, uma mente perturbada por questões existenciais e o anseio pelo conhecimento. Kull é um rei bem mais "Melancólico" que o rei Cimério, além de um admirador dos homens de intelecto afiado. Isto fica evidente em mais de uma de suas histórias, e em especial, uma das mais bem adaptadas para os quadrinhos, "Os espelhos de Tuzun Thune" onde a promessa de um mago que promete as todas respostas sobre a existência, tornam o rei um obcessivo discípulo seu
Mensagens : 8
Data de inscrição : 06/08/2012
Ver perfil do usuário

Re: Introducao ao personagem

em Ter Ago 07, 2012 1:00 pm
Exato você usou as palavras corretas. Kull sempre questionou os refinados modos da aristocracia valusiana que não aceitavam de bom grado haver um bárbaro atlante sentado no trono. Para Kull a vida deveria ser mais simples e prática. Por isso podemos dizer que o rei é melancólico em certos momentos. Ele procura respostas para seu espírito inquieto e sedento de saber. Ao não encontrar ficar frustrado e se questiona sobre a vida como um todo. Um personagem maravilhoso.




Siegfried escreveu:Legal essa introdução Abelardo, lembro que uma das características marcantes do Rei Kull, além do eterno conflito moral, feitos pelas censuras da corte valusiana por sobre seus modos e sua origem bárbara, que tendiam sempre a estigmatizá-lo como um "invasor" sentado no trono, eram justamente as INQUIETAÇÕES de cunho existencial existenciais que o personagem demonstrava.

Enquanto não estava mergulhado em batalhas contra os homens serpentes ou outros inimigos, uma característica de Kull é sua maneira soturna e reflexiva, uma mente perturbada por questões existenciais e o anseio pelo conhecimento. Kull é um rei bem mais "Melancólico" que o rei Cimério, além de um admirador dos homens de intelecto afiado. Isto fica evidente em mais de uma de suas histórias, e em especial, uma das mais bem adaptadas para os quadrinhos, "Os espelhos de Tuzun Thune" onde a promessa de um mago que promete as todas respostas sobre a existência, tornam o rei um obcessivo discípulo seu
Conteúdo patrocinado

Re: Introducao ao personagem

Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum